Desperte. Ser Mãe não basta.

Já parou para analisar no quanto que a maternidade retira de nós, mulheres, o senso de individualidade?
Aos poucos, meio despretensiosamente, os pensamentos vão mudando… as preocupações, os assuntos e a maneira de conversar, as roupas, os acessórios, os afazeres e as ações, a rotina, os desejos, os sonhos. Quando nos damos conta já não sabemos o caminho para reencontrar nosso Eu-Mulher.

Independente de como a maternidade chegou à sua vida, uma coisa é certa, ela virá e transformará seus dias.
Cuidar da vida de outro alguém, ser responsável por lhe fornecer o que for preciso pra garantir sua saúde física e seu desenvolvimento intelectual, é de fato um dos momentos mais marcantes da nossa vida. No entanto, é preciso estar atenta ao cuidado de si na mesma proporção que aos filhos.
É necessário cuidado permanente consigo para que aquele senso de individualidade que motiva e faz a vida ter sentido não se perca. Garantir sua integridade de Mulher é também garantir mais leveza e disponibilidade para viver o papel de Mãe.
E como anda a sua integridade de Mulher?
Por onde andam os sonhos e desejos que são tão seus e que te fazem conectar com sua essência, fazem seus olhos brilharem e seu coração bater mais forte?

Sabe, sou mãe de dois filhos, e durante muitos anos vivi a maternidade da forma mais intensa possível. Eu era eles, e não mais eu!
Quando tive o meu primeiro filho me vi sozinha, imersa em uma realidade totalmente nova e diferente daquele mundo materno romântico que muitos pintavam. E ao me sentir perdida, longe dos meus sonhos e de muito do que havia planejado para minha vida, me vi à beira da depressão.
Aos poucos, um dia (meses e anos!) após o outro, os aprendizados vieram. Pensamentos, sentimentos e sonhos se ressignificaram. Aos poucos, depois de vários episódios de luta contra eu mesma, compreendi que para ser a mãe que eu deseja ser, eu precisava antes ser a mulher que eu nasci para ser. Aprendi que para compreender o que precisava ser feito para dar o melhor para meus filhos, eu necessitava antes me compreender. E se eu quisesse dar-lhes amor e cuidado, antes eu precisaria me amar e me cuidar.
Aos poucos esse despertar surgiu em minha vida, e 6 anos após o nascimento do meu primeiro filho eu compreendi verdadeiramente que ser mãe não bastava.

Viver todo esse processo de reconexão é algo verdadeiramente profundo e que fará total diferença na sua vida, assim como fez na minha. E pensando em ajudar aquelas mamães que andam perdidas, como eu estava, sem saber o caminho do reencontro consigo, escrevi o e-Book Desperte. Ser Mãe não basta.
Nele trago um “exercício” super simples, de apenas 7 passos, para que você comece a pensar sua vida e seus sonhos além da maternidade.
Os passos propostos neste material foram descritos baseados nos resultados que eu mesma obtive (e obtenho até hoje!), assim como muitas das mulheres que já atendi como profissional Coach. Permita-se vivenciá-los também!!

Este e-Book é um material totalmente gratuito, e para baixar o seu você deve clicar na imagem abaixo ou acessar desperte.amesuavida.com.br.
Siga todas as instruções repassadas nas páginas posteriores ok?!! Caso tenha algum problema entre em contato comigo.

e-Book - capa 3d

Espero poder contribuir positivamente com sua vida através desse livro!!
Após realizar os 7 passos propostos, não deixe de me contar os resultados que você obteve…
Grande bjo,
Inês Rodrigues.

P.s¹.: Caso necessite viver um processo mais profundo de transformação em sua vida, conheça os meus Processos de Coaching, talvez um deles seja o que você está precisando no momento. Ou mesmo conheça o Viva Sua Jornada para vivenciar um processo individualizado junto comigo.

P.s².: Faça parte da Comunidade do Ame Sua Vida em minhas redes sociais. Conheça-as acessando AQUI e não deixe de seguir e ficar por dentro do nosso “movimento”, dos novos projetos, ações, reflexões, enfim. Vamos juntas!! 😉